• A+
  • A-

Artigo - Jornal O Povo - Acidente Vascular Cerebral

Image
02/07/19
319

Artigo - Jornal O Povo - Acidente Vascular Cerebral

ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL É UMA DOENÇA PREVENÍVEL E TRATÁVEL

 

O Acidente Vascular Cerebral (AVC), popularmente conhecido como “derrame” ou “infarto cerebral” trata-se de uma frequente causa tanto de mortalidade quanto de sequela neurológica. Há 02 tipos de AVC: isquêmico e hemorrágico. AVC isquêmico é o mais comum, ocorre por restrição do fluxo do sangue. AVC hemorrágico é consequência do extravasamento de sangue no tecido cerebral. Os sintomas de ambos os tipos de AVC são semelhantes e o paciente pode apresentar fraqueza  mais comumente de um único lado do corpo, perda visual, tontura, dificuldade na fala, perda do equilíbrio para caminhar, dor de cabeça de forte intensidade, sendo todos esses sintomas de início súbito, ou seja, que se iniciam de forma repentina e se instalam em poucos segundos a minutos. A prevenção do AVC requer o controle e tratamento dos principais fatores de risco, quais sejam: hipertensão, hiperlipidemia, diabetes mellitus, tabagismo, etilismo e sedentarismo. Uma vez feito tal gerenciamento, constata-se que uma fração substancial de AVC são evitadas. Ressalta-se que a hipertensão é o fator de risco modificável mais comum entre os pacientes com AVC. Infelizmente, embora a maioria dos adultos com hipertensão esteja ciente de que possuem a doença, apenas cerca de metade deles controlam sua pressão arterial adequadamente.Tanto o diabetes mellitus como o pré-diabetes são importantes fatores de risco para AVC.O tabagismo, por sua vez, determina um risco significativo para o AVC.  Observa-se que os fumantes têm um risco pelo menos duplicado de desenvolverem um AVC. Do mesmo modo, a exposição ambiental ao fumo passivo também aumenta o risco de AVC em até 30% nos não-fumantes.Recomendam-se modificações no estilo de vida para aqueles pacientes com fatores de risco para AVC, tais como: restrição de sal; perda de peso; dieta rica em frutas, verduras e produtos lácteos com baixo teor de gordura; atividade física aeróbica regular; consumo limitado de álcool e cessação do tabagismo.O gerenciamento dos fatores de risco discutidos nessas linhas tem o objetivo final de reduzir o risco do surgimento de AVC nas pessoas. Ademais, tais estratégias de prevenção evitarão o desenvolvimento de outras doenças cardiovasculares, especialmente em pacientes com início de AVC em idades mais jovens. Evitar o AVC é essencial, porém Sabe-se que o bom resultado na condução de um paciente que esteja apresentando um AVC se inicia com o reconhecimento dessa doença e a busca imediata de atendimento médico. Existe tratamento para o AVC, que está disponível para os pacientes avaliados rapidamente. Tão importante como fazer esse tratamento rápido, é investigar em cada paciente acometido por AVC qual a causa que determinou essa alteração do fluxo sanguíneo no cérebro. Essa conduta justifica-se definir qual o tratamento o paciente deverá receber após esse episódio para prevenir a recorrência de um novo AVC (uma vez que o risco aumenta em pessoas que já tiveram um evento vascular cerebral anterior).

AVC é uma doença com prevenção e tratamento. Procure seu médico neurologista para compreender melhor essa doença.

 

 

COMPARTILHAR NO FACEBOOK